sustentabilidade local

Klaus Schwab é o presidente executivo do Fórum Económico Mundial, que todos os anos reúne na pequena cidade Suíça de Davos. A reunião deste ano aconteceu há umas três semanas e alguns dos leitores certamente que se lembram de ter ouvido falar no assunto. Este ano o nosso governo esteve lá euforicamente representado, incluindo o primeiro ministro. Euforicamente, porque o sucesso do país, Portugal, extravasa naturalmente as nossas fronteiras, mesmo que a OCDE tenha dito, na semana passada, que o nosso ensino superior está tão longe do que devia ser, como o diabo da cruz.

Continue reading

boas ideias para a minha terra

Boas ideias para a minha terra pode ser uma grande motivação. Depois de uma primeira edição em 2017, está em curso o Orçamento Participativo Portugal 2018. Tal como no ano passado, os grandes protagonistas somos nós, os cidadãos. Não há políticos pelo meio, ou o que seja, que nos possa atrapalhar. Não há desculpas. Até 24 de Abril, todos nós podemos submeter boas ideias para a nossa terra, para Portugal, em www.opp.gov.pt. Aquela ideia que todos temos no café… bom de falar, sempre mais difícil de concretizar.

Continue reading

Amarante – terra de patrimónios

As terras de patrimónios têm um encanto especial. Por ora o termo “patrimónios” é orgulhosamente um exclusivo meu. Enquanto isto, Amarante com o seu Tâmega, convidou-me a vivê-la durante um fim de semana. Esta é uma terra de patrimónios com muito encanto. Provavelmente este é um dos segredos mais bem guardados de Portugal; encanto, beleza, cultura e tradição. Não é Porto, não é Douro, não é Minho nem Trás-os-Montes, é tudo isto.

Continue reading

terras de rio

As terras de rio têm um encanto especial. Por ora o Tejo não conta, melhor, conta, devemos acreditar que o desencanto é momentâneo. A última vez que aqui escrevi sobre o Tejo alguns consideram-me exagerado. Infelizmente tinha razão. Enquanto isto, Amarante com o seu Tâmega, convidou-me a vivê-la durante um fim de semana. Esta é uma terra de rio com muito encanto. Provavelmente este é um dos segredos mais bem guardados de Portugal; encanto, beleza, cultura e tradição. Não é Porto, não é Douro, não é Minho nem Trás-os-Montes, é tudo isto.

Continue reading

o outro Tejo

O excelente edifício da Casa das Artes e Cultura do Tejo, em Vila Velha de Rodão, recebeu o II Seminário Transfronteiriço – Desenvolvimento das Comunidades Ribeirinhas do Rio Tejo.  A iniciativa coube à Confraria Ibérica do Tejo (CIT) que, em junho de 2017, promoveu o I Seminário em Cáceres; a este propósito dediquei esta mesma coluna. No que respeita a Vila Velha de Rodão, vou fazer o mesmo, é o meu contributo para a nobre causa do Tejo, mas sou sincero, não sei por onde, nem como começar. O meu sentimento é profundamente contraditório.

Continue reading

geraldo plaza reveillon

Em boa hora levaram-me ao réveillon da geraldo plaza*. Tudo justo e perfeito. Na Geraldo esbarrei com o incontornável Chora, amigo de sempre, desde o Liceu Nacional de Évora (LNE). Alguns dos que me estão a ler, incluindo o Paulo, sabem o quer dizer LNE. Sem dúvida, o ano terminou em alta, estar com o Chora na passagem de ano. Muito bom. O Chora no fim de 2017 representou, muito bem, o meu mais remoto passado em Évora. Tenho pena que o Eduardo Luciano (vereador da cultura) e o Ceia da Silva (presidente do turismo do Alentejo e Ribatejo) não o entendam.

Continue reading

2018 e a seguir

Este é o tempo dos balanços e das análises que procuram antecipar os próximos doze meses ou algo mais. O balanço é à medida da nossa conveniência e as previsões serão o que Deus quiser. A semana passada escrevi sobre o meu tema de eleição, o campo, os seus recursos e o valor do local. Acredito convictamente neste futuro, sem escolha. Na verdade, é nesta dimensão que há vida, recursos,  pessoas, saberes e cultura.

Continue reading

campo porque sim

O mundo rural e o desenvolvimento económico e social de Portugal  um desafio porque não há outro, porque sim. Consubstancia-se num estudo recentemente apresentado em Lisboa, o sitio certo para falar do campo. No que me toca, gosto muito mais da palavra “campo” do que da expressão “mundo rural”, opção que é muito mais do que uma mania pessoal, mas isso é outra história. A iniciativa nasceu há dois anos pela mão de quem sente o campo como deve, como uma mais-valia, um privilégio. Isto é, a Câmara Municipal de Idanha-a-Nova na pessoa do seu magnífico presidente, que sempre tem contrariado a convicção nacional de que o campo é um inaceitável e fatal beco sem saída entre o maravilhoso litoral urbano e Espanha, que atravessamos de noite para chegar à Europa. As dicotomias rural e urbano, interior e litoral só fazem sentido a gente de vistas muito curtas.

Continue reading

guia de Portugal

Neste tempo em que tudo aponta para o turismo talvez seja oportuno (re)visitar  o Guia de Portugal (1927).

Felizmente vamos tendo umas Fundações que muito para além de cumprirem o seu objeto enriquecem, e de que maneira, este país. No caso presente a Fundação Calouste Gulbenkian reeditou o texto integral que reproduz a 1ª edição do Guia de Portugal pela Biblioteca Nacional de Lisboa em 1927. São oito deliciosos volumes que agora mesmo estão a preço de Natal. Todas as casas portuguesas deviam ter esta obra, um hino há nossa memória e identidade. Bem sabemos que para alguns, demais, “memória e identidade”, é algo estranho e mesmo absurdo. Sobre o monte alentejano pode ler-se “…é um modelo de hospitalidade e asseio. Lá dentro a mesa é franca e a chama da lareira aquece todos os que chegam.” Tem a ver connosco. Gozamos de “uma beleza própria, embora só uma longa intimidade com a sua paisagem a permita apreender”.

Continue reading

o vinho e o cristianismo (Coisas de vinho)

dia 14, 18:30 no Évora Hotel cumprimos a 12ª Coisas de vinho.

o vinho e o cristianismo pelo Arqtº José António Falcão (vice-presidente de Europae Thesauri)

vinho à prova – Herdade de São Miguel.

jantar vínico (17,50 €) – inscrição obrigatória para: reservas@evorahotel.pt

sinta-se convidado e convide os seus amigos.

 

Adaptado de Esquire, de Matthew Buchanan