tempo

terras à conversa

dia 23, 18:00, regressa a Conversas de Cesta.

o tema à conversa é de grande actualidade e importância:

terras de Cascais.

as hortas e as vinhas urbanas/comunitárias de Cascais.

a Teresa Pelagio e o André Miguel são gente que sabe e que garantem uma excelente Conversas.

faça parte da mudança; sinta-se convidado e convide os seus amigos.

 

sem título

o vinho ao fim da tarde – Coisas de vinho

mais uma tertúlia muito a propósito: o vinho ao fim da tarde, ou, o que os mais antigos recordam, o vinho do trabalho.

mais uma vez, no velho Estrela d’ Ouro, a casa encheu. É curioso notar que para além dos muitos que são habituais há um significativo número de participantes que se identificam totalmente com o tema do mês.

reportagem no Diário do Sul:

https://www.dropbox.com/s/c2d7hjyxbsiwgau/coisas%20de%20vinho%20-%20DS%2023%20Abril%2018.pdf?dl=0

401

quatrocentos e um, otros mundos desde março de 2013 atingiu 401 artigos/publicações.

COMPARTILHAR para uma rede informal de saberes úteis é a nossa missão.

peregrinar

peregrinar é o sugestivo tema da Conversas de Cesta.

domingo dia 12, 18:00, Livraria Mais (Parede/Carcavelos).

participar (por uma sociedade mais justa) é um dever.

 

tejo a pé (novembro 2016) – os parques premiados de Vila Franca

O Tejo é magnífico. Se alguém tem dúvidas vá até aos Parques da Póvoa e Linear.

Mais uma caminhada que correspondeu a um dia muito bem passado.

No Notícias do Mar:

https://www.dropbox.com/home/uploads?preview=tejo+-+nov+2016+-+vila+franca.pdf

Em dezembro andámos em Monsanto e em janeiro vamos novamente andar no Oeste.

 

 

coisas de vinho – dezembro

coisas-de-vinho-15-de-dezembro

enaltecer e valorizar toda a cultura à volta do vinho é objectivo da Coisas de Vinho.

dia 15 de dezembro, 17:15 na EPRAL em Évora o tema é Beber vinho em família.

apareça e traga família e amigos.

em novembro, na Igreja de S. Vicente foi assim:

mexer bem o corpo – tertúlia

nov_2016

Conversas de Cesta, a tertúlia de troca de informação útil, volta no próximo domingo.

Sónia Abrantes, conceituada professora de Pilates, vai falar do corpo.

Participe e convide os seus amigos – partilhe para contribuir para um lugar melhor.

Tejo sustentável?

Foi no passado dia 7 em Vila Nova da Barquinha que se falou do Tejo sustentável. Curiosamente nesse mesmo dia a edição semanal (Lezíria e Médio Tejo) do O Mirante tem como capa “poluição regressa ao Almonda…”, é claro que Almonda é Tejo. Em que ficamos? Falou-se, bem. Nem sempre se fala bem mas desta vez falou-se bem, descontemos os ambientalistas da nossa praça que vivem noutro mundo, acreditam em milagres e querem o Tejo de há 50 anos: demolimos as barragens e compramos energia (nuclear?) a Espanha? Sustentabilidade do rio é um enorme desafio e uma história que tarda em acontecer. Considerando os justos e inalcançáveis (?) objetivos da organização, entre a utopia do “tempo volta para trás” e o politicamente correto ouvimos alguns dos maravilhosos mundos que “governam” o Tejo. A grande questão é saber o que fica para o dia seguinte? Ou seja , no que resulta positivamente tudo o que se ouve e conversa nestes auditórios? Na prática, como se concilia a ação dos “donos do rio” e o mundo real das populações e atividades econômicas locais/regionais que vivem o rio e do rio?

Continue reading

Adaptado de Esquire, de Matthew Buchanan