sustentabilidade local

Klaus Schwab é o presidente executivo do Fórum Económico Mundial, que todos os anos reúne na pequena cidade Suíça de Davos. A reunião deste ano aconteceu há umas três semanas e alguns dos leitores certamente que se lembram de ter ouvido falar no assunto. Este ano o nosso governo esteve lá euforicamente representado, incluindo o primeiro ministro. Euforicamente, porque o sucesso do país, Portugal, extravasa naturalmente as nossas fronteiras, mesmo que a OCDE tenha dito, na semana passada, que o nosso ensino superior está tão longe do que devia ser, como o diabo da cruz.

Continue reading

boas ideias para a minha terra

Boas ideias para a minha terra pode ser uma grande motivação. Depois de uma primeira edição em 2017, está em curso o Orçamento Participativo Portugal 2018. Tal como no ano passado, os grandes protagonistas somos nós, os cidadãos. Não há políticos pelo meio, ou o que seja, que nos possa atrapalhar. Não há desculpas. Até 24 de Abril, todos nós podemos submeter boas ideias para a nossa terra, para Portugal, em www.opp.gov.pt. Aquela ideia que todos temos no café… bom de falar, sempre mais difícil de concretizar.

Continue reading

terras de rio

As terras de rio têm um encanto especial. Por ora o Tejo não conta, melhor, conta, devemos acreditar que o desencanto é momentâneo. A última vez que aqui escrevi sobre o Tejo alguns consideram-me exagerado. Infelizmente tinha razão. Enquanto isto, Amarante com o seu Tâmega, convidou-me a vivê-la durante um fim de semana. Esta é uma terra de rio com muito encanto. Provavelmente este é um dos segredos mais bem guardados de Portugal; encanto, beleza, cultura e tradição. Não é Porto, não é Douro, não é Minho nem Trás-os-Montes, é tudo isto.

Continue reading

desafios, reformas e compromissos

PORTUGAL NO FUTURO: DESAFIOS, REFORMAS E COMPROMISSOS

no sábado passado, em Lisboa, decorreu o III Congresso da Plataforma para o Crescimento Sustentável (PCS).

a PCS é, segundo os próprios, uma “think tank que visa contribuir para a afirmação de um modelo de desenvolvimento sustentável, num quadro de ampla participação nacional e internacional.”

gostei muito do que lá ouvi e por isso aqui o partilho, no quadro da minha total independência partidária e ideológica, assente numa profunda convicção de que podemos ser um país melhor, mais rico e feliz – para tal temos que lutar contra a pobreza, designadamente a de espírito, não contra a riqueza.

‘O Manifesto para um Estado Moderno’:

http://www.crescimentosustentavel.org/media/manifesto_estado_moderno_bx.pdf

A intervenção de Jorge Moreira da Silva:

A intervenção do Senhor Presidente da República:

 

 

 

 

2018 e a seguir

Este é o tempo dos balanços e das análises que procuram antecipar os próximos doze meses ou algo mais. O balanço é à medida da nossa conveniência e as previsões serão o que Deus quiser. A semana passada escrevi sobre o meu tema de eleição, o campo, os seus recursos e o valor do local. Acredito convictamente neste futuro, sem escolha. Na verdade, é nesta dimensão que há vida, recursos,  pessoas, saberes e cultura.

Continue reading

Portugal – Espanha, guerra pela água

“A guerra hoje é em Espanha, mas não duvides, um dia, quando houver ainda menos água aqui, que a guerra vai ser entre Portugal e Espanha. Acreditas que Espanha vai deixar passar para Portugal a água que passa hoje, se precisar urgentemente dela? Só um tolo pensaria tal. Preparem-se: os portugueses também vão sofrer o que nós estamos a sofrer”, disse Manuel Ganãn, presidente da Assembleia de Defesa do Tejo na cidade de Aranjuez.

O Ministro do Ambiente português acredita que vai ser diferente, hoje no Público:

https://www.publico.pt/2017/12/27/sociedade/noticia/vai-haver-um-guerra-da-agua-entre-portugal-e-espanha-1797006

o vinho e o cristianismo (Coisas de vinho)

dia 14, 18:30 no Évora Hotel cumprimos a 12ª Coisas de vinho.

o vinho e o cristianismo pelo Arqtº José António Falcão (vice-presidente de Europae Thesauri)

vinho à prova – Herdade de São Miguel.

jantar vínico (17,50 €) – inscrição obrigatória para: reservas@evorahotel.pt

sinta-se convidado e convide os seus amigos.

 

serras de aires e candeeiros

muitos, muitos anos depois, provavelmente nesta caminhada do dia 12 novembro foi onde os nossos passos nos levaram mais longe.

Saber popular das Serras de Aires e Candeeiros:

Terra que possas.

Terras que consigas cuidar e manter limpas e cultivadas.

Casas que caibas.

Casas que sejam o suficiente para  dormires e descansares da vida diária.

Olival que não saibas.

Oliveiras que não saibas de modo a que tenhas muito azeite para vender para que tenhas dinheiro para o sustento e luz para iluminação à noite.

 

O melhor jornal do mundo mostra o que de melhor se faz no mundo, obviamente:

http://omirante.pt/sociedade/2017-11-12-Caminheiros-visitam-Serra-DAire-e-Candeeiros

http://omirante.pt/economia/2017-11-13-Produzir-cogumelos-biologicos-na-Serra-DDaire-e-Candeeiros

Fotografias de Natividade Silva:

https://photos.app.goo.gl/4vLD9bMCmPz3N3uw2

o valor do lugar

Quando nada sobra, resta o lugar. A alma do lugar, a identidade de cada lugar, os vizinhos de sempre, a nossa gente, os iguais. Dramaticamente, este é o quadro dos nossos lugares. Depois da devastação do fogo apenas ficou o mais intangível mas, talvez, o mais importante: a alma, o que só sente quem lá vive. Afortunadamente, esse pouco pode ser muito, é muito. Na verdade, este espaço de proximidade tem a força necessária para levantar cabeça. O lugar, a nossa terra, a melhor do mundo, faz parte de nós, somos um.

Continue reading

as pequenas grandes questões do up global

as pequenas grandes questões do nosso modelo de globalização começam a dar que pensar:

http://www.huffingtonpost.es/2017/11/02/la-comentada-reflexion-de-teresa-rodriguez-tras-abrir-una-bolsa-de-pipas_a_23264296/

Adaptado de Esquire, de Matthew Buchanan