escrito na pedra (Público)

bem a propósito do fogo e das outras cangalhadas…

fogo 2018 -1

fogo 2018 – 1, um porque não vá o diabo fazer com que em 2018 escreva mais sobre este tema.

o que escrevi neste blog em 2013 (setembro), 2016 (3 artigos em setembro), e em junho e julho de 2017 poderia, perfeitamente, ser escrito hoje.

qualquer poderia prever que o Algarve ia arder. Só faltava arder o Algarve.

até quando? Até haver matéria para arder.

homens e cães (nútícia)

nútícia:

https://observador.pt/2018/08/02/levei-o-meu-cao-a-um-hotel-de-luxo-e-ele-foi-cinco-estrelas/?utm_source=Newsletters+Observador&utm_campaign=f0f1f92c22-EMAIL_CAMPAIGN_2017_11_16_COPY_01&utm_medium=email&utm_term=0_4e99f7d1e5-f0f1f92c22-184123325#comment-post-2755581-1991323

nota:

o problema dos cães são os donos!

ao que consta nunca nenhum cão roubou uma toalha num hotel.

mas atenção: deixem os cães em paz; um cão, ou cadela (Catarina, como devo escrever?), e um homem (do sexo masculino) é um homem – teem necessidades, hábitos e “culturas” diferentes.

nova nútícia

este lugar anda tão louco que merece nútícias.

surge assim a mais recente categoria de textos neste blog: nútícias. A coisa tem matéria prima abundante e promete sucesso.

obviamente que a nútícia não é Robles. Era só o que faltava um agrupamento partidário estar isento de imoralidade e vigarice como sempre se auto-proclamou.

a nútícia é a Terra. No 1º de agosto soubemos que  Terra esgotou os seus recursos renováveis.

isto é, a 5 meses do fim do ano já não temos recursos para viver.

é como se uma família todos os meses, um pouco depois do dia 15, ficasse sem os recursos essenciais para viver. Não é bem a mesma coisa porque essa família ainda tem a esperança num vizinho com bom coração.

todavia, se a coisa se repete todos os meses e cada vez mais cedo o vizinho é capaz de começar a ficar com má cara.

na Terra não há vizinhos que nos valham. Há ciência e tecnologia em que muitos, os que estão confortavelmente sentados, até ver, acreditam que tudo resolve.

acredita nisto?

mas, a melhor  nútícia é o churrilho de palermices que as TV nos trouxeram como as melhores práticas para salvar a Terra.

alguém trata um cancro em estado avançado com aspirina?

tenham dó!

 

nútícias

três das notícias na TV às 13:00 mostram bem o mundo em que vivemos.

O fogo na Grécia não conta, lá como cá, ou no Japão (onde morreram centenas de pessoas devido às cheias), o essencial do drama é o mesmo: desordenamento do território. Explica-se pelo “lucro fácil” de uma minoria com a conivência dos governantes.

  1. Um empresário americano de sucesso (Trump) foi às putas (a notícia boa seria o empresário americano que o não fez, se souberem de algum digam-me p.f.). Como pôde pagar foi ao gourmet (Playboy) e não ao “chinês”. A profissional arrecadou 150 mil € para não abrir o bico. Isto tem alguma coisa de estranho? Merece notícia? A imigrante com quem é casado custa-lhe muito mais para estar calada. Como qualquer gaiato, se lhe dermos menos atenção ele fará menos disparates. Aqui ao lado, o “respeitável” rei, não só fez o mesmo como a levou a caçar elefantes, uma actividade de contacto com a natureza muito nobre e meritória; um exemplo, nada que se compare com o Trump. Por cá também não temos nada repreensível, somos um exemplo.
  2. Demi Lovato foi internada de urgência com excesso de heroína no sangue. Outra grande e original notícia. É raro esta gente fazer isto? Provavelmente fazem-no porque a sociedade não os compreende; num mundo onde há 800 milhões de humanos com fome e outros tantos obesos fico muito preocupado com a Demi.
  3. Algures no interior de Portugal numa casa isolada um casal de oitenta e cinco anos é assaltado, espancado e a senhora assassinada. Roubam 150 €. Esta é a notícia que me deixa de coração partido e revoltado.

 

Adaptado de Esquire, de Matthew Buchanan